Entrar

Ranking das Melhores Faculdades de Direito do Brasil em 2023

Por Sumaia Santana | Em 26/04/2023 19:18:49 | Brasil, Curso, OAB

Este ranking traz as eleitas pelo Ranking Universitário Folha (RUF) e também, as melhores pelo Selo OAB recomenda. Veja se as instituições que você tem em mente estão aqui.


Selo OAB Recomenda: quais cursos de Direito receberam a certificação em 2022?
Selo OAB Recomenda: quais cursos de Direito receberam a certificação em 2022?

Confira a seguir os tópicos que abordaremos neste conteúdo:

Conhecer o ranking dos melhores cursos de Direito do Brasil é o primeiro passo para quem deseja seguir a profissão de advogado. Isso porque, segundo a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), são mais de 1.800 cursos e mais de 700 mil alunos e nem todo mundo é bem formado. 

São tantas graduações existentes que, segundo a instituição, nosso país tem 1,3 milhão de profissionais, o que representa um advogado para 164 habitantes.

A abertura indiscriminada de cursos preocupa a OAB. Para ajudar a reverter o cenário dos bacharéis que saem da faculdade sem saber o mínimo, a OAB desenvolveu o Selo OAB recomenda, com diretrizes para a qualidade do ensino jurídico. 

Você que sonha em fazer faculdade de Direito, confira nossa lista dos melhores cursos.

Este ranking traz as eleitas pelo Ranking Universitário Folha (RUF) e também, as melhores pelo Selo OAB recomenda. Veja se as instituições que você tem em mente estão aqui.

Ranking Universitário Folha:10 melhores faculdades de Direito do Brasil 

O Ranking Universitário Folha (RUF) surgiu em 2012 com o intuito de elencar as melhores instituições de ensino superior do país. O jornal pesquisa 40 cursos de várias universidades utilizando dois parâmetros: ensino e mercado.

Veja quais são as faculdades e um pouco da história de cada uma:

1º USP (Universidade de São Paulo)

Fundada em 1934, a USP está na lista das melhores universidades do mundo. Possui o curso de Direito desde sua inauguração e ele pode ser feito na capital paulista e também em Ribeirão Preto, no interior.

Para estudar na USP é preciso ser aprovado no vestibular da FUVEST, um dos mais disputados do Brasil, ou ainda, obter seleção no Enem USP, método de ingresso em vigência desde 2022.

2º UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais)

A UFMG foi criada em 1927, porém, a graduação em Direito existe desde 1892, por conta da existência da Faculdade Livre de Direito de Minas Gerais. Com a extinção desta, o curso  foi integrado à UFMG.

Todos os anos são oferecidas 400 vagas, 200 em cada semestre e, há duas formas de ingresso: vestibular tradicional e SiSu (Sistema de Seleção Unificada).

3º FGV - SP (Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas)

Com o lema “preparar uma nova geração de juristas para os desafios contemporâneos do Direito”, a graduação da FGV investe em metodologia de ensino inovadora, eventos, debates, Centro de Ensino e Pesquisa, dentre outras ferramentas.

É preciso ser aprovado no vestibular tradicional e é possível usar a nota do ENEM. A mensalidade é de R$6.906,34.

4º UNB (Universidade de Brasília)

A UNB existe desde 1962 e a graduação em Direito teve início em 1967. Ele faz parte do campus Darcy Ribeiro e o interessado deve ser aprovado no vestibular tradicional.

A prova é elaborada pela instituição e aplicada pelo Cebraspe. O edital costuma ser publicado em abril.

5º UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro)

A Faculdade Nacional de Direito da UFRJ foi fundada em 1920 como fruto da fusão de duas escolas: Faculdade Livre de Ciências Jurídicas e Sociais e Faculdade Livre de Direito do Rio de Janeiro.

O ingresso é por meio da nota do ENEM e pelo SiSu e 50% das vagas é para ampla concorrência e 50% para as ações afirmativas.

6º UFPR (Universidade Federal do Paraná)

Em vigor desde 1913, a graduação em Direito da UFPR é oferecida na capital paranaense.

Existem duas modalidades de ingresso: vestibular tradicional e a prova do ENEM por meio do SiSu. Nos processos seletivos são oferecidas 110 vagas por turno, manhã e noite.

7º UFPE (Universidade Federal de Pernambuco)

O curso de Direito da UFPE é um dos mais antigos do país, fundado em 11 de agosto de 1827. Além do vestibular tradicional é possível entrar na UFPE pelo SiSu, sendo que para a cota são 250 vagas.

8º UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

A inauguração da Faculdade Livre de Direito aconteceu em 4 de maio de 1900. Quatro anos depois, os 11 primeiros advogados se formaram. Sobre as formas de ingresso, 70% das vagas são preenchidas via vestibular e 30% via Sisu.

9º PUC - SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo)

O curso existe há mais de 60 anos. Os estudantes devem fazer estágio curricular em instituições conveniadas e ainda, atuar no Escritório Modelo Dom Paulo Evaristo Arns e no Juizado Especial Cível. Além do mais, a PUC SP possui convênios com universidades internacionais.

A prova do vestibular tem 81 questões e ainda exige redação. O valor da mensalidade é de R$2.382,82.

10º UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro)

A instituição possui 72 anos de história e a única forma de ingresso é o vestibular. O processo seletivo é constituído por questões objetivas de conhecimentos gerais e específicos e redação. 

Selo OAB Recomenda: quais cursos de Direito receberam a certificação em 2022?

O Selo OAB Recomenda não estabelece uma ordem dos melhores cursos de Direito. A instituição classifica as melhores graduações por ordem alfabética nas cidades onde elas são ministradas.

Confira quais são as universidades que receberam o selo em 2022 no estado de São Paulo:

Araçatuba

  • Centro Universitário Toledo Wyden - UniToledo Wyden.

Campinas

  • Centro Universitário Salesiano de São Paulo - UNISAL - campus Liceu Salesiano;
  • Faculdade ESAMC Campinas - Esamc;
  • Faculdade de Campinas - Facamp;
  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUC Campinas;
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Catanduva

  • Centro Universitário Padre Albino - Unifipa.

Franca

  • Faculdade de Direito de Franca - FDF;
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Unesp.

Lorena

  • Centro Universitário Salesiano de São Paulo - Unisal campus São Joaquim.
  • Presidente Prudente
  • Centro Universitário Antônio Eufrásio de Toledo - Toledo Presidente.

Ribeirão Preto

  • Universidade de Ribeirão Preto  - Unaerp;
  • Universidade de São Paulo - USP.
  • São Bernardo do Campo
  • Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo - FDSBC.

São Paulo

  • Centro Universitário Armando Álvares Penteado - Faap;
  • Escola de Direito de São Paulo - FGV Direito SP;
  • Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC SP;
  • Universidade de São Paulo - USP;
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie;
  • Universidade São Judas Tadeu, unidades Butantã e Mooca.

Sorocaba

  • Faculdade de Direito de Sorocaba - Fadi;
  • Faculdade ESAMC Sorocaba - Esamc.

Entenda quais são as funções do advogado

Agora que você já sabe quais são as melhores faculdades de Direito do Brasil, que tal conferir este artigo sobre o trabalho do advogado e quais os concursos o profissional pode fazer?

Além desses assuntos, o texto traz ainda um panorama sobre as disciplinas da graduação em Direito.

Resolver questõesEscolaridadeQuantidade
Processo de ConhecimentoEnsino Superior159
Direito das ObrigaçõesEnsino Superior82
Direitos e Deveres do AdvogadoEnsino Superior70
Estatuto da Advocacia e da OABEnsino Superior56
RecursosEnsino Superior49
Atos AdministrativosEnsino Superior41
Direito das SucessõesEnsino Superior37
Fatos JurídicosEnsino Superior33
CPC 1973Ensino Superior32
Processo de ExecuçãoEnsino Superior30
Resolver simuladosEscolaridadeQuantidade
Processo de ConhecimentoEnsino Superior8
Direito das ObrigaçõesEnsino Superior7
Direitos e Deveres do AdvogadoEnsino Superior6
Estatuto da Advocacia e da OABEnsino Superior6
Direitos e Prerrogativas do AdvogadoEnsino Superior3
CPC 1973Ensino Superior3
Fatos JurídicosEnsino Superior2
Órgãos da OABEnsino Superior2
Infrações e Sanções DisciplinaresEnsino Superior2
Direito da Criança e do AdolescenteEnsino Superior2
Foto de perfil Sumaia Santana
Por Sumaia Santana | Redatora
Formada em Comunicação Social com habilitação em Rádio e TV. Atuo com redatora desde 2015 e tenho experiência na criação de artigos e notícias sobre diversos temas.

Deixe seu comentário (0)

Participe, faça um comentário.